esperança.



sempre (re)nasce uma
esperança em meio a dor.

Samara Veras

2 comentários:

Will Moa disse...

Oi, Samara!

Foi Gil que cantou, não foi: "Drão, o amor da gente é como um grão... Tem que morrer para germinar"

Abraço primaveril, com flores desabrochando em tua janela!

Neto Alves disse...

Ai da esperança se não fosse a dor. Somente da ostra ferida, defende Rubem Alves, surge a bonita pérola.

Outro abraço, Samara!